Arquivo da tag: poema

Alinhavos

Conta outra história
Porque essa não é tua
Nem linhas, nem novelos
Nada é tecido
Pesos de papel afundam
Quando o tempo é amargo
Fixa aqui, sente ali
Perde
Nada colhe, nada cose
Alinhava as palavras
Passadas a limpo
No papel de seda impresso
Sem pressa nessa vida
Medida
É corte, é molde
Agulha
Ponto

Anúncios
Etiquetado , ,
%d blogueiros gostam disto: